Catuaí do Cerrado: valorizando o café 100% brasileiro

 

Como parte dos planos de negócios da marca e em sintonia com a estratégia de criação de valor compartilhado no Brasil, NESCAFÉ Dolce Gusto lançou, em setembro de 2016, a edição especial Catuaí do Cerrado, primeira linha de cápsulas de café de seu portfólio desenvolvida a partir de uma variedade de café do cerrado mineiro.

Os grãos usados na linha especial foram selecionados no Concurso Colheita Premiada, realizado pela Nestlé em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês), e dão o pontapé inicial para o Brasil na série “Cafés Especiais”, disponibilizada globalmente para a rede de distribuidores de Dolce Gusto.

As cápsulas, produzidas na nova planta de Montes Claros (MG), têm como matéria-prima café cultivado na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, localizada na cidade mineira de Coromandel. Os grãos foram vencedores do Colheita Premiada na categoria Arábica via seca (Natural), concorrendo com outras 12 amostras de Minas Gerais e do Espírito Santo que foram submetidas a avaliações de degustação criteriosas, com acompanhamento da BSCA e auditoria da organização Safe Trace, sob coordenação da Nestlé Brasil.

Além da origem 100% brasileira, reforçando a conexão com os produtores locais, as novas cápsulas são fabricadas segundo os conceitos de Zero Resíduo, Zero Emissão de Carbono e Zero Água na unidade Montes Claros, combinando baixo impacto ambiental e garantia de qualidade Nestlé.

Leia +

sobre as boas práticas ambientais da marca no case “NESCAFÉ Dolce Gusto: ecoeficiência da produção ao pós-consumo”: clique aqui.