Gestão de fornecedores coloca Nestlé no topo do Guia Exame de Sustentabilidade

Categoria premiou diferenciais do relacionamento com parceiros e fornecedores que, alinhados aos princípios da empresa, favorecem a gestão dos negócios em comunidades rurais e urbanas

São Paulo, novembro de 2015 – A Nestlé, líder mundial em Nutrição, Saúde e Bem Estar, é vencedora da 16º edição do Guia Exame de Sustentabilidade na categoria Gestão de Fornecedores, reconhecimento que reflete os benefícios de uma relação de proximidade e respeito com toda a sua cadeia produtiva.

Desenvolvida pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas, a pesquisa que dá origem ao Guia avalia empresas nas dimensões geral, econômica, social e ambiental, por meio de dez indicadores-chave. Com 83,8 pontos na dimensão geral, a Nestlé teve desempenho acima da média em Direitos Humanos, Gestão de Fornecedores e Mudanças Climáticas.

Estruturada na estratégia de Criação de Valor Compartilhado, plataforma global de responsabilidade socioambiental e fio condutor dos negócios da Nestlé, a atuação e o relacionamento com fornecedores de matérias-primas, embalagens, materiais promocionais, além de subcontratações e terceriazações, seguem padrões rigorosos, sempre alinhados ao Código de Conduta de Fornecedores Nestlé.

Para garantir a adequação de seus mais de 48 mil fornecedores às normas do Código de Conduta no Brasil, a Nestlé conta com o apoio de empresas de auditoria independentes, encarregadas de avaliar aspectos relacionados à gestão de recursos humanos, segurança, saúde e higiene, bem como o cumprimento de leis trabalhistas e ambientais.

Desenvolvimento Rural

Também comprometida com a geração de valor para as comunidades onde está presente, a Nestlé desenvolve uma série de programas junto a produtores rurais, responsáveis pelo fornecimento de suas principais matérias-primas. O objetivo é colaborar para o desenvolvimento rural sustentável. Com o Boas Práticas na Fazenda, por exemplo, a empresa oferece aos produtores de leite o suporte técnico para a realização de procedimentos e controles que contribuem para melhorar qualidade e segurança da produção. Hoje, cerca de 2.200 propriedades rurais participam da iniciativa. Por meio da capacitação e acompanhamento técnico realizado por especialistas, as fazendas passam a ter uma gestão mais eficiente e melhores resultados.

Outros bons exemplos são as atividades realizadas em São José do Rio Pardo (SP) que buscam a excelência contínua na produção de legumes e hortaliças para abastecer a fábrica de Papinhas Nestlé e Culinários. O Nescafé Plan, iniciativa global da empresa, oferece no Brasil apoio técnico para fomentar a adoção de práticas agrícolas sustentáveis e favorecer o desenvolvimento de produtores locais de café conilon no Espírito Santo.

Sobre a Nestlé – É a maior empresa mundial de nutrição, saúde e bem-estar, com operações em 197 países e fábricas em 86 países. No Brasil, instalou a primeira fábrica em 1921, na cidade paulista de Araras, para a produção do leite condensado Milkmaid, que mais tarde seria conhecido como Leite Moça por milhões de consumidores. A atuação da Nestlé no Brasil abrange segmentos de mercado achocolatados, biscoitos, cafés, cereais, cereais matinais, águas, chocolates, culinários, lácteos, refrigerados, sorvetes, nutrição infantil (fórmulas infantis, cereais infantis e papinhas prontas para o consumo), nutrição clínica, produtos à base de soja, alimentos para animais de estimação e serviços para empresas e profissionais da área de alimentação fora do lar. Atualmente, a rede de distribuição dos produtos cobre mais de 1.600 municípios dos mais diversos tamanhos. A Nestlé Brasil e suas empresas coligadas estão presentes em 99% dos lares brasileiros, segundo pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel. A empresa tem 30 unidades industriais, localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Emprega mais de 21 mil colaboradores diretos e gera outros 220 mil empregos indiretos, que colaboram na fabricação, comercialização e distribuição de mais de 1.000 itens.