FORTIFICAÇÃO DO LEITE TEM PAPEL FUNDAMENTAL NA ALIMENTAÇÃO DAS CRIANÇAS

Linha NINHO® é fortificada com Ferro e Vitaminas A, C e D - nutrientes indispensáveis para o crescimento e desenvolvimento adequado das crianças

São Paulo, outubro de 2013 – Uma alimentação pobre em nutrientes essenciais tem impacto negativo no desenvolvimento das crianças. Nessa fase, a falta de minerais e vitaminas pode trazer prejuízos ao crescimento e desenvolvimento adequado das crianças.

Atenta à necessidade de contribuir com a melhoria da nutrição da população, a Nestlé assumiu um compromisso com a redução da deficiência de micronutrientes em todo o mundo, investindo fortemente em Pesquisa & Desenvolvimento de produtos com alto valor nutricional, sem abrir mão do sabor.

Ciente da deficiência de alguns nutrientes na população brasileira, a Nestlé realiza a fortificação da linha NINHO® com Ferro e Vitaminas A, C e D, essenciais para a nutrição e a saúde das crianças. Cada um desses nutrientes tem papéis específicos e muito importantes no desenvolvimento das crianças:

• Ferro – A deficiência do mineral é uma das principais causas da anemia, caracterizada pela diminuição na concentração de hemoglobina no sangue. Esse quadro, entre outras consequências, pode comprometer o desenvolvimento mental e psicomotor1. De acordo com estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), existem hoje no Brasil cerca de 4,8 milhões de crianças menores de cinco anos com anemia, ou seja, 55% da população dessa faixa etária.

• Vitamina A – É um nutriente essencial para a integridade da visão e atua no crescimento e desenvolvimento dos ossos. A deficiência de vitamina A atinge 13,3% das crianças brasileiras, segundo dados da OMS2. Crianças que ingerem pouca Vitamina A também podem ficar mais vulneráveis a infecções3.


• Vitamina C – Trata-se de uma vitamina que tem múltiplas funções reconhecidas, entre elas, a atuação na absorção de ferro, o que torna sua presença indispensável em alimentos fortificados com o mineral4.

• Vitamina D – Em sua forma ativa, esta vitamina é considerada fundamental para o crescimento e desenvolvimento normais de ossos e dentes5. Estudos mostram que 99,4% da população brasileira com idades entre dez e 13 anos apresenta consumo inadequado de Vitamina D6.

Fortificação de alimentos – A adição de micronutrientes é utilizada pela indústria alimentícia para reforçar o valor nutritivo de alguns produtos, colaborando para prevenir deficiências em um ou mais nutrientes na alimentação da população em geral ou em alguns grupos de risco7. No entanto, alguns elementos apresentam alto grau de complexidade para serem adicionados aos alimentos industrializados. É o caso do Ferro, pois algumas fontes do mineral causam mudanças de sabor e aparência nos produtos. As fontes insolúveis em água, como é o caso do pirofosfato férrico, não causam essas alterações, mas em alimentos líquidos podem apresentar sedimentação. Por isso, o consumidor é orientado a agitar o produto antes de consumir. Assim, todo o conteúdo é incorporado novamente ao líquido antes de ser ingerido8.

 A fim de garantir que seus produtos agreguem mais nutrição ao dia a dia do consumidor e, ao mesmo tempo, sejam agradáveis ao paladar, a Nestlé utiliza em sua Linha NINHO® fontes de vitaminas e minerais que não interferem no sabor, além de trazer nos rótulos informações sobre a forma correta de consumo, com o objetivo de otimizar a ingestão dos micronutrientes adicionados.

Referências:

1. Cozzolino SMF, Cominetti C, Bortoli MC. Grupo das carnes e ovos. In: Philippi ST. Pirâmide dos alimentos – Fundamentos básicos da Nutrição. Barueri: Manole. 2008.
2. World Health Organization (WHO). Global prevalence of vitamin A deficiency in populations at risk 1995-2005. WHO Global database on vitamin A deficiency. Geneva, World Health Organisation, 2009.
3. Vitolo MR. Recomendações nutricionais para crianças. In: Vitolo MR. Nutrição da Gestação ao Envelhecimento. Rio de Janeiro: 2008.
4. Silva VL, Cozzolino SMF. Vitamina C (ácido ascórbico). In: Cozzolino SMF. Biodispobilidade de nutrientes. Barueri: Manole. 2005.
5. Dunker KLL, Alvarenga M, Moriel P. Grupo do leite, queijo e iogurte. In: Philippi ST. Pirâmide dos alimentos – Fundamentos básicos da Nutrição. Barueri: Manole. 2008.
6. IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro,2011.
7. Vellozo EP, Fisberg M. O impacto da fortificação de alimentos na prevenção da deficiência de ferro. Rev. Bras. Hematol. Hemoter., São Paulo, n. , p.134-139, 2010.
8. Hurrell R. How to Ensure Adquate Iron Absorption from Iron-fortified Food. Nutrition Reviews, 2002; 60(7): (II)S7-S15.