Nestlé S.A. apresenta resultado anual de 2013

Crescimento orgânico de 4,6%, margem de lucro operacional bruto +20 pontos-base, +40 pontos-base nas moedas de valor constante

• Vendas de CHF 92,2 bilhões, +2,7%

• 4,6% de crescimento orgânico, 3,1% de crescimento real

• Margem de lucro operacional bruto subiu 20 pontos-base para 15%, e 40 pontos-base nas moedas de valor constante

• Ganhos subjacentes por ação subiram 11,0% nas moedas de valor constante

• Forte fluxo de caixa operacional no valor de CHF 15,0 bilhões

• Dividendos propostos aumentaram para CHF 2,15 por ação

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: “O macroambiente de 2013 apresentou crescimento fraco, mínimo no mundo desenvolvido e abaixo de níveis recentes nos mercados emergentes. Nossa resposta foi aumentar o suporte de marca, acelerar a inovação e garantir que nossa política de preços fosse sensível às necessidades do consumidor. Essas medidas impulsionaram nosso crescimento real e, juntamente com as eficiências e economias de custos estruturais, contribuíram para a melhoria de nossa margem e forte fluxo de caixa. Também intensificamos a gestão de nosso portfólio, o que resultou em algumas mudanças em 2013, mas garante que estamos alocando nosso pessoal e nossos recursos para as melhores oportunidades.

Nossa estratégia de longo prazo é a liderança em nutrição, saúde e bem-estar. Reforçamos essa estratégia com a criação da Nestlé Health Science, e estamos expandindo-a para a área de tratamentos dermatológicos especializados com a criação da Nestlé Skin Health S.A.

O último ano foi um desafio e 2014 provavelmente também o será. Continuaremos a ser disciplinados na condução de nosso desempenho alinhado com o Modelo Nestlé de crescimento lucrativo e eficiência de recursos. Portanto, espero que nosso desempenho em 2014 seja similar ao do ano passado e ponderado para o segundo semestre, superando novamente o mercado, com crescimento de cerca de 5% e melhoria nas margens, ganhos subjacentes por ação nas moedas de valor constante e eficiência de capital.”

Resultados do Grupo

Em 2013, as vendas da Nestlé aumentaram 2,7% para CHF 92,2 bilhões, impactadas pelo câmbio negativo de 3,7%. O crescimento orgânico foi de 4,6%, composto por 3,1% de crescimento real e 1,5% de política de preços. As aquisições, descontados os impostos, adicionaram 1,8% às vendas.

O lucro operacional bruto do Grupo foi de CHF 14,0 bilhões, representando uma margem de 15,2%, 20 pontos-base acima do ano passado, e +40 pontos-base nas moedas de valor constante.

• O programa Nestlé Continuous Excellence entregou, novamente, mais de CHF 1,5 bilhões em eficiências em todas as áreas do negócio. Isso, juntamente com a redução dos custos estruturais, permitiu-nos aumentar o suporte de marca e absorver os altos custos de reestruturação.

• O custo dos produtos vendidos caiu 70 pontos-base como porcentagem das vendas, sustentado também por um ambiente favorável de custo de insumos.

• Os custos de distribuição caíram 10 pontos-base.

• Os custos administrativos foram reduzidos em 40 pontos-base como reflexo de eficiências estruturais, inclusive em nossos planos de pensão.

• Nossos custos totais de marketing subiram 60 pontos-base, com os gastos voltados para o consumidor crescendo 16,3% nas moedas de valor constante.

• O lucro líquido foi de CHF 10,0 bilhões com leve declínio devido aos custos de reestruturação do portfólio e impactos de câmbio. Como consequência, os ganhos por ação foram de CHF 3,14, uma queda de 2,2%. Os ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante aumentaram 11,0%.

• O fluxo de caixa operacional do Grupo continuou forte no valor de CHF 15,0 bilhões.

Revisão dos Negócios

• O crescimento orgânico do Grupo Nestlé foi abrangente, 5,1% nas Américas, 0,8% na Europa, 7,4% na Ásia, Oceania e África. Nossos negócios nos mercados desenvolvidos cresceram 1,0%, atingindo vendas de CHF 51,4 bilhões. Os negócios nos mercados emergentes aumentaram 9,3%, com vendas de CHF 40,8 bilhões.

• O crescimento real foi de 2,1% nas Américas, 1,9% na Europa e 5,9% na Ásia, Oceania e África. Esse crescimento refletiu o foco em prioridades que nos permitiram superar o mercado: continuamos competitivos ao garantirmos o melhor valor para os consumidores, investimos em nossas marcas e criamos capacidades para vencer os desafios do ambiente atual.

Zona Américas

Vendas de CHF 28,4 bilhões, 5,3% de crescimento orgânico, 1,7% de crescimento real; 18,2% de margem de lucro operacional bruto, -50 pontos-base.

• A Zona apresentou crescimento positivo tanto na América do Norte, como na América Latina.

• Na América do Norte, a categoria de alimentos congelados apresentou uma retração, devido especialmente ao impacto da Lean Cuisine, apesar de Stouffers ter tido crescimento positivo, e a pizza congelada DiGiorno ter aumentado sua participação de mercado. Nos sorvetes, o segmento super premium cresceu, em grande parte devido ao sucesso do Gelato, mas os snacks e os sorvetes premium tiveram um ano mais desafiador. O negócio de chocolates teve bom desempenho. Os primeiros resultados do lançamento de nossas Butterfinger Cups foram promissores e Skinny Cow manteve seu forte impulso de crescimento. Coffee-mate apresentou bom desempenho tanto na versão em pó como líquida. Nescafé Clásico se destacou em um bom ano para cafés solúveis.

• O crescimento anual na América Latina foi de dois dígitos. No Brasil, os principais direcionadores de crescimento foram KitKat, NESCAU, NINHO e cereais. No México, tomamos medidas para melhorar o desempenho do café solúvel, inclusive com o lançamento do Nescafé 3 in 1. Nescafé Dolce Gusto apresentou um crescimento de dois dígitos em toda a região. As soluções culinárias na área de produtos lácteos, especialmente Carnation, também tiveram bom desempenho.

• O negócio de petcare teve um ano forte e cresceu em toda a Zona, apesar do impacto pontual do Waggin’ Train na América do Norte. No mercado latino-americano em franca evolução, nosso forte impulso resultou em crescimento de dois dígitos e ganhos de participação de mercado. Os lançamentos deste ano de Dog Chow Light & Healthy, Beneful Smile e Purina ONE True Instinct foram bem. Dog Chow e Proplan estão entre os principais direcionadores do crescimento de dois dígitos no México e no Brasil.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona foi de 18,2%, caindo 50 pontos-base como reflexo da reestruturação e aumento do investimento nas marcas.

Zona Europa

Vendas de CHF 15,6 bilhões, 0,8% de crescimento orgânico, 2,2% de crescimento real; 15,0% de margem de lucro operacional bruto, -40 pontos-base.

• A Zona superou o mercado com crescimento positivo em um ambiente marcado pela ausência de crescimento. Nossa política de preços negativa para materiais refletiu nosso compromisso de repassar os ganhos obtidos na redução dos preços das matérias primas para o consumidor e manter nossa competitividade em face das pressões deflacionárias prevalentes.

• As plataformas estratégicas de inovação e valorização dos produtos (premiumisation) sustentou nosso crescimento com Nescafé Dolce Gusto e confeitos como os principais contribuidores. O crescimento dos sorvetes na Rússia e na França, como também da marca Mövenpick, compensaram o crescimento mais fraco da categoria em outros lugares. No segmento de pizza congelada, Wagner e Buitoni aceleraram ao longo do ano. Nescafé Gold apresentou crescimento de dois dígitos na Rússia e em outros mercados do Leste Europeu. KitKat foi outro destaque, novamente na Rússia e na região da Grã-Bretanha. O ano foi muito forte para Nesquik na maioria dos mercados. Petcare teve um ano muito bom em toda a Zona, apresentando alto crescimento de um dígito. Felix, Proplan, Purina ONE e Gourmet foram alguns dos principais direcionadores de crescimento.

Na Europa Ocidental, os destaques foram a Grã-Bretanha, Suíça, Holanda, Bélgica e Áustria. A confiança do consumidor continuou baixa na Europa Meridional.

• Entre os mercados da Europa Central e Oriental, a Rússia foi o destaque. A região apresentou crescimento real robusto, apesar das condições econômicas difíceis e da intensa concorrência de preços.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona caiu 40 pontos-base para 15,0%. Isso foi reflexo dos custos de reestruturação e aumento dos investimentos nas plataformas de crescimento estratégico.

Zona Ásia, Oceania e África

Vendas de CHF 18,9 bilhões, 5,6% de crescimento orgânico, 4,8% de crescimento real; 18,9% de margem de lucro operacional bruto, -10 pontos-base.

• O crescimento real da Zona superou o mercado com fortes desempenhos especialmente na África, Oriente Médio, Indonésia e Malásia. Outro destaque foi o Japão, onde o foco em produtos inovadores e modelos de negócio apresentaram bom crescimento no ambiente de negócios que estava deprimido há muito tempo. A política de preços da Zona refletiu nosso compromisso em manter a competitividade em face da inflação relativamente baixa.

• A maioria das categorias da Zona contribuiu, especialmente os produtos lácteos em temperatura ambiente e bebidas achocolatadas e maltadas, que apresentaram um crescimento de dois dígitos, com Milo como destaque. Os produtos culinários em temperatura ambiente e chocolates também tiveram crescimento significativo de um dígito. Mais uma vez, houve grande inovação em toda a Zona. Lançamos com sucesso o novo macarrão Hungroo Maggi e o Alpino na Índia, e o Nescafé Traditional Arabic Coffee no Oriente Médio. Na África Central e Ocidental continuamos com as atividade de lançamento do novo Nido Nutripack e fortalecemos os produtos Maggi e, no Egito, o sorvete Dolceca. Na China, Yinlu teve um ano especialmente forte, sustentada por seus novos mingaus premium. Outro grande desempenho na China foi da linha de leite em pó Yiyang para adultos e idosos. Uma desaceleração nesta categoria teve impacto na Hsu Fu Chi.

• A margem de lucro operacional bruto da Zona foi de 18,9%, caindo 10 pontos-base. Eventos externos em diferentes partes da Zona foram desafiadores. Não obstante, nossa eficiente gestão de portfolio e aumento das eficiências ajudaram a mitigar os efeitos e nos permitiram aumentar o apoio às marcas, o que resultou em forte crescimento real e ganhos de participação de mercado.

Nestlé Waters

Vendas de CHF 7,2 bilhões, 2,0% de crescimento orgânico, 2,0% de crescimento real; 9,4% de margem de lucro operacional bruto, +50 pontos-base.

• Nestlé Waters cresceu nas três geografias, apesar da grande pressão dos preços nos Estados Unidos e Europa. Ideias criativas para nossas marcas premium Perrier e S. Pellegrino, combinadas com boa execução, nos permitiram superar os mercados em todo o mundo. Nosso portfólio de fortes marcas locais teve bom desempenho, especialmente Buxton no Reino Unido, Erikli na Turquia e La Vie no Vietnã. Nestlé Pure Life continua a ser a nossa locomotiva, especialmente nos mercados emergentes, liderando o crescimento da categoria de forma consistente.

• A margem de lucro operacional bruto da Nestlé Waters aumentou 50 pontos-base para 9,4% devido ao crescimento da divisão e ao alto nível de eficiências na fabricação e procurement.

Nestlé Nutrition

Vendas de CHF 9,8 bilhões, 8,2% de crescimento orgânico, 4,5% de crescimento real; 20,0% de margem de lucro operacional bruto, +80 pontos-base.

• O negócio de nutrição infantil, incrementado pela aquisição da Wyeth Nutrition, teve um ano muito positivo, especialmente na área de fórmulas e cereais infantis. Todas as três zonas cresceram, com a Zona Ásia, Oceania e África apresentando um crescimento de dois dígitos, e desempenhos particularmente encorajadores em partes da Ásia e Oriente Médio. O negócio também apresentou crescimento de dois dígitos no Brasil e na Rússia. Os Estados Unidos se beneficiaram da contínua introdução de inovações para ajudar a prevenir cólicas e alergias, fortalecendo a marca Gerber. Muitas das maiores marcas, como Cerelac, Nestlé NAN, S-26 e Illuma cresceram dois dígitos.

• Anunciamos o desinvestimento da Jenny Craig em 2013 e de nosso negócio de performance nutrition em 2014.

• A margem de lucro operacional bruto da Nestlé Nutrition foi de 20,0%, aumentando 80 pontos-base como resultado do forte crescimento nas categorias de fórmulas e cereais infantis, o bom desempenho da Wyeth Nutrition e a contínua contribuição das eficiências.

Outras atividades

Vendas de CHF 12,3 bilhões, 5,4% de crescimento orgânico, 4,4% de crescimento real; 17,7% de margem de lucro operacional bruto, +20 pontos-base.

Nestlé Profissional foi afetada pelo difícil ambiente fora-de-casa, especialmente na Europa. Ainda assim, os mercados emergentes apresentaram forte crescimento, ao mesmo tempo em que bebidas de marcas estratégicas e soluções alimentares customizadas continuaram a ter bom desempenho.

Nespresso continuou a apresentar forte desempenho global. Cresceu em seus mercados europeus de base e acelerou nas Américas, sustentado pelos novos cafés Grand Cru e a contínua inovação em máquinas e serviços, bem como o aumento da consciência de marca e constante expansão geográfica com a abertura de 48 butiques em 2013.

Nestlé Health Science deu continuidade à sua ambição de oferecer soluções nutricionais destinadas à abordagem de doenças e condições de saúde. A aquisição do Pamlab nos Estados Unidos fortalecerá nossas capacidades nas áreas de saúde metabólica e cerebral. O crescimento acelerou no segundo semestre, liderado principalmente pela América do Norte, Europa e América Latina, apesar da crescente pressão dos orçamentos da área da saúde nos diversos países, que afetou os acordos de reembolso. Inovações como as Boost Nutrition Bars nos Estados Unidos, Nutren Senior no Brasil e Alfamino nos mercados-chave, ajudaram a entregar um bom crescimento.

Perspectivas

O último ano foi um desafio e 2014 provavelmente também o será. Continuaremos a ser disciplinados na condução de nosso desempenho alinhado com o Modelo Nestlé de crescimento lucrativo e eficiência de recursos. Portanto, esperamos que nosso desempenho em 2014 seja similar ao do ano passado e ponderado para o segundo semestre, superando novamente o mercado, com crescimento de cerca de 5% e melhoria nas margens, ganhos subjacentes por ação nas moedas de valor constante e eficiência de capital.

Evento de 2014

Respondendo às crescentes necessidades do consumidor, Nestlé anunciou em 11 de fevereiro que ampliaria suas atividades para incluir o campo especializado de tratamentos dermatológicos especializados com a criação da Nestlé Skin Health S.A. Essa empresa será administrada como uma subsidiária integral. Galderma será a base da Nestlé Skin Health S.A. Também incorporaremos a Bübchen, nosso negócio já existente de cuidados dermatológicos infantis, nessa nova entidade que constituirá uma plataforma considerável para um crescimento lucrativo. A transação está sujeita a aprovação.

Propostas do Conselho para a Assembleia Ordinária Anual

Na Assembleia Ordinária Anual a ser realizada em 10 de abril de 2014, o Conselho de Administração proporá um aumento no dividendo para CHF 2,15 por ação. O último dia de pregão com direito a receber dividendos é 11 de abril de 2014. O dividendo líquido será pagável a partir de 17 de abril de 2014. Os acionistas que estiverem devidamente registrados no registro de acionistas com direito a voto em 3 de abril de 2014 às 12:00 horas (CEST) terão o direito de exercer seus direitos de voto.

Em linha com os novos requisitos legais para sociedades suíças listadas, o Conselho proporá a eleição individual de cada membro do Conselho de Administração para um mandato que terminará na próxima Assembleia Ordinária Anual. Jean-Pierre Meyers não será candidato à reeleição. O Conselho deseja agradecer seus serviços inestimáveis nos últimos 23 anos.

Além disso, o Conselho propõe a eleição de Peter Brabeck-Letmathe para Presidente do Conselho de Administração e a eleição individual de cada um dos membros do Comitê de Compensação. O Conselho também propõe a eleição da KPMG como auditores independentes e do escritório de advocacia Hartmann Dreyer Attorneys-at-law como Representante Independente para um mandato que terminará na próxima Assembleia Ordinária Anual. Finalmente, o Conselho submete à aprovação dos acionistas o Estatuto Social aditado e revisado em linha com os novos requisitos legais para as sociedades suíças listadas.