Nestlé anuncia vencedores do Prêmio Henri Nestlé

Evento contou com a presença de acadêmicos e profissionais de saúde na sede da companhia, em São Paulo

São Paulo, agosto de 2014 – A Nestlé, em cerimônia realizada na noite de ontem (28), premiou os seis trabalhos vencedores do Prêmio Henri Nestlé, que foram desenvolvidos por profissionais e estudantes de graduação e pós-graduação de todo o País nas áreas de pesquisa de Ciência & Tecnologia de Alimentos, Nutrição Clínica e Nutrição em Saúde Pública.

No total, 18 finalistas defenderam o seu projeto para a comissão científica formada por renomados profissionais nas áreas de Nutrição e Saúde durante a tarde e o resultado foi anunciado à noite. Na categoria Lato Sensu, o Prêmio reconheceu os trabalhos de Eduardo Mendes, da Universidade de São Paulo (SP); Nathália Silva de Paula, da Universidade Federal de Viçosa (MG) e Isadora Martins Pontalti, da Universidade Federal de Santa Catarina (SC).

Já na categoria Stricto Sensu, os vencedores foram Flávia Galvão Cândido, da Universidade Federal de Viçosa (MG); Ana Luiza Gomes Domingos, da Universidade de Outro Preto (MG) e Georgia Erdmann do Nascimento, da Universidade Federal do Paraná (PR).

Os vencedores receberam desde certificados, troféus, reconhecimento em dinheiro e notebooks até uma viagem para conhecer o Nestlé Research Center - Centro de Pesquisas da Nestlé, em Lausanne, na Suíça. Ao estimular o desenvolvimento científico, o Prêmio Henri Nestlé cria e compartilha valor com a sociedade.

Georgia Erdmann do Nascimento, vencedora da categoria II em Ciência e Tecnologia de Alimentos e uma das premiadas com a viagem à Suíça, também expressa seu sentimento após a entrega do prêmio. “É muito gratificante porque fazemos ciência de base e, às vezes, não temos dimensão da importância do nosso trabalho. O prêmio nos mostra que estamos produzindo algo de qualidade e pode, de fato, fazer a diferença é um enorme incentivo para fazermos mais”, relata.

E segundo Ana Luiza Gomes, vencedora da categoria II em Nutrição em Saúde Pública e uma das premiadas com a viagem à Suíça, o prêmio é o reconhecimento de um longo trabalho. Ela que iniciou a pesquisa desde o primeiro semestre da faculdade quando tinha 17 anos, agora formada, vê outros alunos darem continuidade ao projeto, aprofundando diferentes questões. A ex-aluna sente que deixa um legado para sua universidade e o prêmio fechou este ciclo com chave de ouro. Primeiro lugar na categoria I em Nutrição em Saúde Pública, Nathália Silva de Paula complementa: “Prêmios como esse promovido pela Nestlé são de extrema importância, pois valorizam o trabalho do pesquisador nos dando força e incentivo para que continuemos fazendo ciência”.

Confira abaixo o ranking dos vencedores por categoria:

Categoria I

Nutrição Clínica
1º lugar: Eduardo Mendes - Universidade de São Paulo (SP)
2º lugar: Andréa Livia Silva Rocha - Universidade Cruzeiro do Sul (SP)
3º lugar: Helena Cristina Dantas - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (RN)

Nutrição em Saúde Pública
1º lugar: Nathália Silva de Paula – Universidade Federal de Viçosa (MG)
2º lugar: Amanda Larissa Garca de Souza – Universidade Federal do Pará (PA)
3º lugar: Lara Borghi Virgolin – Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva (SP)

Ciência e Tecnologia de Alimentos
1º lugar: Isadora Martins Pontalti – Universidade Federal de Santa Catarina (SC)
2º lugar: Ariane Ferreira Freitas – Universidade Federal de Viçosa (MG)
3º lugar: William Pinheiro Soares – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (MT)

Categoria II

Nutrição Clínica
1º lugar: Flávia Galvão Cândido – Universidade Federal de Viçosa (MG)
2º lugar: Bruno Gualano – Universidade de São Paulo (SP)
3º lugar: Tatiana Pedroso de Paula – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (RS)

Nutrição em Saúde Pública
1º lugar: Ana Luiza Gomes Domingos – Universidade de Outro Preto (MG)
2º lugar: Mariana de Morais Cordeiro - Universidade Federal de Goiás (GO)
3º lugar: Jarlei Fiamoncini – Universidade de São Paulo (SP)

Ciência e Tecnologia de Alimentos
1º lugar: Georgia Erdmann do Nascimento - Universidade Federal do Paraná (PR)
2º lugar: Ana Carolina da Silva Pereira – Universidade Federal do Ceará (CE)
3º lugar: Caroline Tiemi Yamaguishi – Universidade Federal do Paraná (PR)

Sobre a Nestlé - É a maior empresa mundial de nutrição, saúde e bem-estar, com operações em 194 países e fábricas em 86 países. No Brasil, instalou a primeira fábrica em 1921, na cidade paulista de Araras, para a produção do leite condensado Milkmaid, que mais tarde seria conhecido como Leite Moça por milhões de consumidores. A atuação da Nestlé no Brasil abrange segmentos de mercado achocolatados, biscoitos, cafés, cereais, cereais matinais, águas, chocolates, culinários, lácteos, refrigerados, sorvetes, nutrição infantil (fórmulas infantis, cereais infantis e papinhas prontas para o consumo), nutrição clínica, produtos à base de soja, alimentos para animais de estimação e serviços para empresas e profissionais da área de alimentação fora do lar. Atualmente, a rede de distribuição dos produtos cobre mais de 1.600 municípios dos mais diversos tamanhos. A Nestlé Brasil e suas empresas coligadas estão presentes em 99% dos lares brasileiros, segundo pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel. A empresa tem 31 unidades industriais, localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Emprega mais de 21 mil colaboradores diretos e gera outros 220 mil empregos indiretos, que colaboram na fabricação, comercialização e distribuição de mais de 1.000 itens.