Vendas do primeiro trimestre da Nestlé S.A.: 4,3% de crescimento orgânico, perspectiva anual confirmada

Vendas do primeiro trimestre da Nestlé S.A. • Vendas subiram 5,4% para CHF 21,9 bilhões
• Crescimento orgânico de 4,3% com crescimento real de 2,3%
• Perspectiva anual continua inalterada: crescimento orgânico entre 5% e 6%, juntamente com uma margem de lucro operacional bruto maior e ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante, bem como uma melhoria em nossa eficiência de capital.

Paul Bulcke, CEO da Nestlé: “O início do ano reflete a cautela que expressamos em fevereiro. Ainda esperamos alguma volatilidade ao longo de 2013, mas reafirmamos nossa expectativa de cumprirmos com nossos compromissos para o ano: receita bruta, resultado líquido e eficiência de capital. Estamos superando o desempenho esperado no mercado europeu, onde a confiança do consumidor continua baixa. Vimos progresso em nossos negócios na América do Norte e esperamos ter um impulso mais sólido nos principais mercados emergentes. Nossa presença global, diversidade de categorias de produto sem comparação e comprovada habilidade de inovar produtos e serviços destinados a nossos consumidores nos permitem apresentar bons resultados no curto prazo e criar as condições necessárias para o sucesso contínuo no longo prazo”.

Vevey, 18 de abril de 2013 – Nos primeiros três meses de 2013, as vendas cresceram 5,4%, atingindo CHF 21,9 bilhões. O crescimento orgânico foi de 4,3%, composto por 2,3% de crescimento real e 2,0% de política de preços. As aquisições, descontados os desinvestimentos, somaram 2,0% às vendas, enquanto o câmbio teve um impacto de -0,9%.

Nossas três áreas geográficas contribuíram para o crescimento orgânico de 4,3% do primeiro trimestre sobre o crescimento orgânico de 7,2% obtido no primeiro trimestre de 2012. A Zona Américas cresceu 5,1%, a Europa 1,0%, e a Zona Ásia, Oceania e África, 6,1%. Nossos negócios cresceram 8,4% nos mercados emergentes e 0,9% nos mercados desenvolvidos, refletindo condições comerciais contrastantes nas diferentes regiões.

Zona Américas

Vendas de CHF 6,6 bilhões, 5,3% de crescimento orgânico, 1,6% de crescimento real

• A Zona cresceu tanto na América do Norte como na América Latina. Esse crescimento foi bastante amplo com destaques para petcare, laticínios, chocolate, bebidas em pó e produtos culinários.

• Na América do Norte, Coffee-Mate, pizza DiGiorno, Nescafé, sorvetes, chocolate e petcare contribuíram positivamente. O resultado dos Congelados foi mediano, com as vendas fracas da Lean Cuisine contrabalançadas pelo crescimento da Stouffer’s. Novos lançamentos, inclusive Häagen-Dazs Gelato, Pizzeria!, e, na área de petcare, Beneful Medleys, ajudaram a impulsionar suas categorias.

• Na América Latina, o México apresentou forte crescimento em laticínios e sorvetes. No Brasil, todas as categorias-chave tiveram bom desempenho. Em geral, o crescimento foi positivo nas outras regiões. A implementação contínua do Nescafé Dolce Gusto continua progredindo bem e petcare manteve seu forte desenvolvimento, confirmando nossa estratégia para a categoria.

Zona Europa

Vendas de CHF 3,7 bilhões, 1,5% de crescimento orgânico, 1,7% de crescimento real

• A Zona cresceu tanto na Europa Ocidental, como Central e Oriental, com melhoria geral nas participações de mercado. A Purina Petcare Europe manteve seu sólido impulso de crescimento com a inovação de marcas como Gourmet e Felix e expansão da distribuição. O café teve bom desempenho, especialmente em dois de seus maiores mercados, Grã Bretanha e Rússia, com destaques para Nescafé Dolce Gusto e Nescafé Gold. As categorias de alimentos congelados e pizzas tiveram um início tímido, enquanto os sorvetes sofreram o impacto da chegada tardia da primavera. Nesquik e confeitos começaram bem o ano.

• Na Europa Ocidental, a região da Grã Bretanha e o Benelux tiveram um bom início de ano. A França começou mais devagar após o forte desempenho do ano passado, enquanto a Alemanha já começou a deslanchar. A Grécia e Portugal tiveram bons desempenhos apesar do difícil ambiente comercial.

• O desempenho da Europa Central e da Europa Oriental foi mais positivo do que nos últimos anos, especialmente na Rússia, que apresentou sólido crescimento real em todas as categorias.

Zona Ásia, Oceania e África

Vendas de CHF 4,7 bilhões, 4,4% de crescimento orgânico, 3,3% de crescimento real

• A Zona cresceu tanto nos mercados desenvolvidos como nos emergentes, mantendo suas participações em geral. Houve bons desempenhos nas áreas de laticínios, sorvetes, confeitos, bebidas RTD e cereais, e o Nescafé Dolce Gusto apresentou crescimento contínuo conforme foi sendo implementado.

• Entre os mercados desenvolvidos, a Oceania recuperou seu impulso, e o Japão continuou a apresentar bom crescimento com o sucesso nas categorias de cafés solúveis e sistemas, e em chocolates.

• Nos mercados emergentes, a Zona apresentou dinâmicas diferentes. Houve uma certa desaceleração em alguns mercados, especialmente em comparação com o primeiro trimestre de 2012, e os eventos no Oriente Médio tiveram um impacto negativo. Contudo, a China teve um bom desempenho geral e, mais especificamente, nossos novos parceiros, Yinlu e Hsu Fu Chi. A Turquia, partes da África e Indonésia também desempenharam de forma positiva.

Nestlé Waters

Vendas de CHF 1,6 bilhões, 1,8% de crescimento orgânico, 0,1% de crescimento real

• A chegada tardia da primavera afetou os mercados desenvolvidos. O negócio cresceu na América do Norte, ajudado pelo desempenho de nossas marcas premium S. Pellegrino e Perrier, além de Nestlé Pure Life. Nossas marcas regionais norte-americanas sofreram intensa pressão de preços. Na Europa, Perrier continuou a ser o destaque, inclusive no Reino Unido, onde inauguramos uma nova fábrica em Buxton. De resto, o negócio se sustentou bem em vista das condições comerciais prevalentes.

• Os mercados emergentes continuaram a apresentar um crescimento de dois dígitos liderado pela Nestlé Pure Life e por nossas fortes marcas locais, sustentado pelos investimentos em capacidade de produção no Brasil, Nigéria, Vietnã e China.

Nestlé Nutrition

Vendas de CHF 2,5 bilhões, 7,6% de crescimento orgânico, 5,0% de crescimento real

• A Nutrição Infantil apresentou excelente desempenho com crescimento de dois dígitos no primeiro trimestre, resultando em ganhos de participação de mercado em todas as zonas, especialmente na Rússia, França, Brasil, Estados Unidos, China e Sul da Ásia. Os principais direcionadores de crescimento globais foram o desenvolvimento de importantes inovações em fórmulas, refeições e bebidas, e cereais, e o apoio adequado às marcas. Wyeth Nutrition, adquirida no final de 2012, teve bom desempenho em linha com nossas expectativas, e a integração do negócio continua como planejado.

Performance Nutrition teve um início fraco este ano. As vendas da categoria Weight Management continuaram a cair, mas já implementamos um plano de recuperação. Outros

Vendas de CHF 2,9 bilhões, 4,2% de crescimento orgânico, 2,7% de crescimento real

Nestlé Professional cresceu na América do Norte, apesar da deterioração geral do ambiente comercial da categoria “fora de casa”. Também crescemos nos mercados emergentes. O crescimento foi liderado pelas plataformas estratégicas de maior valor, soluções em bebidas, que cresceu dois dígitos, e soluções culinárias. Esse crescimento ajudou a contrabalançar o desempenho mais fraco dos negócios de ingredientes.

Nespresso continuou a ampliar sua pegada geográfica, acelerando sua expansão fora da Europa. O grande sucesso dos lançamentos de novos produtos como Linizio Lungo, o primeiro café Nespresso “matinal” e as edições limitadas Trieste e Napoli contribuíram para o crescimento do negócio em todas as regiões.

• As vendas da Nestlé Health Science foram afetadas pelas mudanças no modelo de reembolso da Europa Meridional e pela nova concorrência nos Estados Unidos. A aquisição da Pamlab, com sede nos Estados Unidos, aumentou ainda mais nossa capacidade de desenvolver cuidados personalizados com a saúde através da nutrição, especialmente nas áreas da saúde metabólica e cerebral. O negócio também recebeu aprovação regulatória para a “Nutrition Science Partners Limited”, uma joint venture com a Chi-Med que reforçará nossas capacidades de pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de produtos medicinais derivados de plantas e ervas, além de dar acesso a uma das mais importantes bibliotecas da Medicina Chinesa Tradicional em todo o mundo.

Perspectiva para 2013

Como prevíamos, início do ano foi desafiador. Ainda esperamos alguma volatilidade ao longo do ano, mas reafirmamos nossa expectativa de entregar novamente o Modelo Nestlé em 2013: crescimento orgânico entre 5% e 6% juntamente com uma margem de lucro operacional bruto maior e ganhos por ação subjacentes em moedas de valor constante, bem como uma melhoria em nossa eficiência de capital.